Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Para que serve a nota fiscal?

Para que serve a nota fiscal?

Uma empresa possui várias obrigações e, quando você decide ter uma empresa, é preciso conhecer cada uma das suas responsabilidades. Uma delas é prestar conta aos órgãos públicos sobre o seu faturamento e as transações que a companhia fez durante um determinado período. Para fazer isso, é preciso emitir a nota fiscal (NF).

Conheça um pouco mais sobre esse documento tão importante para os negócios e os motivos de a sua empresa ter que formalizar a operação comercial com a emissão deste comprovante.

 

O que é uma nota fiscal?

A nota fiscal é um documento oficial, com validade jurídica, que serve para regularizar e comprovar todas as vendas ou prestações de serviços realizadas por uma empresa. A emissão desse comprovante é obrigatória, já que ele é necessário para que o Fisco recolha os tributos sobre as operações realizadas.

É por esse motivo que as empresas que não realizam a emissão podem sofrer penalidades. Essa prática é vista pela justiça como sonegação de impostos.

 

Qual a importância da nota fiscal?

A nota fiscal é importante, porque ela serve como prova de regularidade de um negócio em caso de auditorias e fiscalizações, além de facilitar o controle de entradas e saídas de uma empresa. Assim, você consegue analisar suas finanças, calcular o capital de giro e entender o andamento das transações.

Somado às questões jurídicas, gerar NFs demonstra seriedade, formaliza o seu negócio e ajuda no controle dos tributos que serão pagos no Imposto de Renda. Por esse motivo que os diferentes tipos de empresas, e até mesmo pessoas físicas, devem fazer a emissão da nota fiscal.

Para saber como emitir nota fiscal, leia o nosso texto que explica o passo a passo.

 

Os tipos de nota fiscal 

Há diferentes tipos de comprovantes fiscais atualmente. Cada um deles funciona para operações e segmentos específicos. Confira:

  • Nota Fiscal Eletrônica (NF-e): é a versão digital e está ligada à cobrança do IPI e ICMS, que são os principais impostos sobre mercadorias. Ela registra todas as operações de venda de produtos e sua validação é assegurada pela assinatura digital (emissora do documento) e pela autorização da Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do estado em que a empresa foi registrada.
  • Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): ela também é digital como a anterior, mas se refere à prestação de serviços, como consertos e reparos. Na maioria das cidades, a nota fiscal de serviços eletrônica é emitida automaticamente, por meio de softwares de emissão integrados ao sistema da prefeitura.
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e): como o nome sugere, essa nota é usada no varejo para registrar a venda ao consumidor final, além de poder substituir o cupom fiscal. Ela foi criada para reduzir custos e otimizar o controle fiscal. O seu papel é comprovar o que foi comprado e confirmar os valores da transação.
  • Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e): esse documento é usado para acelerar a fiscalização de cargas no transporte rodoviário, já que elimina papéis e faturas, pois garante que os dados apresentados estão de acordo com o que vai ser transportado. A validade do comprovante é assegurada pela assinatura digital do vendedor e pela permissão fornecida pela Sefaz.

 

Qual a vantagem de emitir nota fiscal?

É muito comum o empreendedor, principalmente os iniciantes, terem dúvidas sobre as vantagens de emitir nota fiscal, mas a resposta é muito simples. Ter esse documento permite regularizar todos os tributos junto ao Fisco e dá muita credibilidade ao seu negócio. Afinal, esse documento comprova que as suas mercadorias ou serviços são legalizados e registrados.

Pode-se dizer, inclusive, que a nota fiscal é benéfica também para o consumidor, pois é a garantia para ele que a transação foi feita de forma regular e que ele está consumindo um produto ou serviço de qualidade.

 

Registro de marca

Assim como a nota fiscal contribui com a regularização da sua empresa, há outro processo importante que você pode adotar: o registro de marca. Esse procedimento é feito junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e evita que a sua marca seja usada de forma ilegal por terceiros, dando mais segurança ao seu negócio. 

 

Nesses casos, para evitar entraves com o INPI, é muito importante contar com os serviços de uma empresa especializada. A Move On gerencia e cuida de toda a burocracia do registro de marca de uma maneira eficiente. Entre em contato e saiba tudo o que é preciso para registrar sua marca.