Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Profissional liberal: o que é, diferença do autônomo e vantagens

Profissional liberal: o que é, diferença do autônomo e vantagens

Para quem sempre trabalhou em regime CLT ou para quem ainda não ingressou no mercado de trabalho, o conceito de profissional liberal pode ser um pouco confuso. Afinal, no que ele se diferencia de um trabalhador autônomo? Realmente é possível fazer seus próprios horários, não ter chefe e ainda ganhar muito dinheiro?

Se você pensa em ser um profissional liberal, confira abaixo as respostas dessas perguntas e veja tudo o que você precisa saber antes de optar por trabalhar de forma autônoma. 

 

O que é um profissional liberal e qual a diferença do autônomo

Profissional liberal é aquele que possui formação universitária ou técnica específica regulamentada e fiscalizada por uma entidade de classe - como OAB para advogados, por exemplo -  que é responsável por definir os procedimentos técnicos e éticos da sua categoria. 

Ele tem liberdade para executar suas atividades, podendo ser empregado de uma empresa ou trabalhando por conta própria e ele também pode ou não abrir uma empresa. Exemplos desse tipo de profissional são médicos, arquitetos, dentistas e jornalistas ou qualquer outro que tenha uma formação.

O profissional liberal se diferencia do autônomo porque o segundo é aquele que também trabalha por conta, mas não necessariamente é formado. Além disso, esse tipo de profissional pode prestar serviços a empresas, mas não pode haver vínculo empregatício. É o caso de diaristas, cabeleireiros, comerciantes e eletricistas, por exemplo.

 

Quem pode ser um profissional liberal

Segundo a lista da Confederação Nacional dos Profissionais Liberais, podem se enquadrar:

Administradores

Advogados

Agrônomos

Arquitetos

Arquivistas

Artistas

Atores

Atuários

Autores teatrais

Bacharéis em Ciências da Computação

Bibliotecários

Biólogos

Biomédicos

Cenógrafos

Compositores artísticos musicais e plásticos

Contadores

Corretores de imóveis

Economistas

Educadores físicos

Enfermeiros

Engenheiros

Enólogos

Escritores

Estatísticos

Farmacêuticos

Fisioterapêutas

Fonoaudiólogos

Fotógrafos

Geólogos

Jornalistas

Leiloeiros

Médicos

Médicos veterinários

Museólogos

Músicos

Nutricionistas

Oceanógrafos

Odontologistas

Parteiras

Professores particulares

Profissionais da Tecnologia da Informação

Protéticos dentários

Psicólogos

Publicitários

Químicos

Relações Públicas

Sociólogos

Técnicos agrícolas

Técnicos em contabilidade

Técnicos em informática

Técnicos em radiologia

Técnicos industriais

Tecnólogos

Terapeutas ocupacionais

Tradutores

Zootecnistas

 

Vantagens e desvantagens de ser um profissional liberal

Assim como em diversos cenários no mercado de trabalho, ser um profissional liberal tem vantagens e desvantagens. Será que é mesmo tudo “mil maravilhas” como alguns idealizam? Confira:

Vantagens: Dependendo da negociação e da produtividade do profissional, é, sim, possível ganhar muito mais dinheiro do que empregado com carteira assinada. Outra vantagem é a flexibilidade de horário, autonomia e o fato de não ficar preso às vagas do mercado. Esses profissionais têm benefícios como cobertura em caso de afastamento total, contínuo e temporário da ocupação e também cobertura por acidente pessoal ou doença.

Desvantagens: Por ser um trabalho por conta-própria, o profissional liberal dificilmente poderá contar com uma quantia fixa e garantida todo mês. Também é necessário manter o controle administrativo das atividades exercidas e estar em constante atualização da legislação da sua área, já que elas interferem diretamente no seu trabalho.

 

Como funciona a tributação

A tributação de um profissional liberal depende de sua situação. Entenda abaixo.

 

Profissional liberal com vínculo empregatício

Para quem está empregado como CLT, os tributos são recolhidos pela empresa. A única obrigação do profissional é declarar o Imposto de Renda de Pessoa Física no início do ano, caso seja necessário. Para isso, a empregadora deve fornecer um informe de rendimentos.

 

Profissional liberal sem vínculo empregatício

A tributação varia conforme o tipo de serviço prestado:

  • Serviços para pessoa jurídica: os tributos são retidos na fonte. Depois, também é necessário pedir os informes de rendimento à empresa para a declaração do IR.
  • Serviços para pessoa física: é necessário recolher os tributos mensalmente por meio do Carnê-Leão, programa que calcula os tributos e emite o DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) para o pagamento. Outros tributos que precisam ser pagos são INSS, PIS e ISS. 

 

Profissional liberal com empresa aberta

Se o profissional tiver uma empresa aberta, a  tributação varia de acordo com o porte e com o regime de tributação escolhido. Aproveite e saiba mais sobre a abertura de MEI, que surgiu justamente para acabar com a informalidade de profissionais autônomos e liberais.