Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

9 ideias de negócios para 2021

9 ideias de negócios para 2021

É verdade que empreender parece bastante arriscado no cenário atual, mas também é impossível negar que o empreendedor que entender primeiro os novos hábitos e necessidades do consumidor vai se dar bem no ano de 2021 - afinal, as novas tendências para o mercado são reflexo das mudanças enfrentadas no ano de 2020.

A abertura de novos negócios é fundamental para impulsionar a recuperação da economia no país e, se você quer fazer parte dessa retomada, com certeza está se perguntando que tipo de negócio abrir e garantir lucro ainda neste ano, certo? Para te ajudar, separamos 9 ideias diferentes e em alta para 2021.

 

Tipos de negócios que estão em alta

  • Serviço de locação de carros

Uma pesquisa recente apontou que 56% dos jovens brasileiros (gerações Y e Z) consideram dispensável possuir um automóvel. Uma solução intermediária entre concessionárias e o uso de aplicativos de corrida é o serviço de locação de veículos, que permite o uso do carro durante o período desejado pelo cliente.

  • Serviços de TI

Outro mercado de serviços que cresceu foi o de TI - 4,1% em 2020. Devido a implementação do home office em muitas empresas, a tendência é que os serviços em nuvem continuem crescendo e que projetos e consultorias para outros negócios também permaneçam em alta. 

  • Delivery de comida 

O iFood é um aplicativo de entregas que cresceu 100% ao ano nos últimos 8 anos e ganhou ainda mais notoriedade durante a pandemia do coronavírus uma vez que o consumidor passou a utilizar ainda mais o serviço de delivery ficando mais tempo em casa. Clique e entenda como vender no iFood.

  • Negócios imobiliários

De acordo com dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), houve em 2020 um crescimento de 8,4% na venda de apartamentos, um comportamento que pode estar ligado à valorização de estar no lar em segurança com a família, por exemplo. Por isso, abrir uma imobiliária pode ser um bom negócio em 2021.

  • Loja online de produtos de informática

Um relatório publicado pela Ebit | Nielsen mostrou que lojas online de produtos de informática - como notebooks, mouses e teclados - tiveram um crescimento de 101% no faturamento no segundo trimestre de 2020. Por também ser um reflexo da adesão de empresas ao home office, as vendas desse tipo de produto tendem a continuar.

  • Loja de cosméticos artesanais

O consumidor está cada vez mais consciente e busca empresas que também sejam. Não à toa, os cosméticos naturais e artesanais têm ganhado cada vez mais espaço no mercado, uma vez que muitos componentes presentes em produtos industrializados são prejudiciais tanto para a natureza, quanto para quem os consome.

  • Infoprodutos

Você já deve ter notado que videoaulas e cursos online estão em alta e também não é à toa: esse tipo de comunicação por vídeo se tornou fundamental durante a pandemia. Usando o YouTube e alguma plataforma que faça o intermédio de venda de produtos digitais, você mesmo pode criar videoaulas e monetizar seu infoproduto.

  • Consultoria digital

Foi preciso que o mundo enfrentasse uma pandemia para que muitas empresas finalmente entendessem a importância de investir em um negócio digital. Com essa movimentação, o serviço de consultoria em marketing digital se tornou fundamental para que empresas formassem suas estratégias de marketing na internet.

  • Clubes de assinatura

Sem poder sair de casa, não há nada mais cômodo do que garantir que seus produtos preferidos cheguem na sua casa, certo? O mercado de clubes de assinatura cresceu mais de 10% em 2020, sendo que os principais são os de livros, bebidas, alimentos, cuidados pessoais e pet. 

 

Está decidido? Saiba como abrir uma empresa

Depois que toda a ideia do seu negócio já estiver validada, chega a hora de formalizá-la perante à lei. Para quem está começando a empreender agora, optar pela abertura de MEI pode ser a melhor escolha, já que o processo é menos burocrático e os impostos são menores. Clique e veja quais são os passos para abrir MEI e saiba também quais são os requisitos e documentos necessários.

 

Garanta a proteção do seu negócio dentro e fora da internet

Perante à lei, somente o certificado de registro de marca concedido pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) é capaz de assegurar os direitos de uma empresa e de protegê-la da concorrência desleal. Para obter o registro, é preciso abrir um pedido e aguardar a análise do Instituto, que costuma levar meses. 

Para acelerar o processo e garantir a proteção do seu novo negócio, o mais indicado é contar com a ajuda especializada de uma empresa experiente em registro de marcas, como a Move On, que facilita o processo e evita possíveis entraves. Clique e entenda se o registro de marca precisa de advogado