Nosso Blog

Descubra sobre sua Marca

Como criar um logotipo: dicas e ferramentas que vão ajudar o seu negócio

Como criar um logotipo: dicas e ferramentas que vão ajudar o seu negócio

Para dar vida a uma empresa, um dos primeiros passos (assim como a definição do nome do negócio) é pensar em uma identidade visual para ele. Afinal, os elementos visuais de uma marca auxiliam na diferenciação dos seus concorrentes e na memorização da sua marca por parte dos consumidores.

Justamente por isso, criar um logotipo que seja coerente com o seu segmento e que esteja alinhado com os propósitos da sua empresa é fundamental. O logotipo, que também pode ser chamado apenas de “logo”, é a representação estilizada do nome de uma empresa e é um dos elementos principais da identidade visual de uma marca.

Essa representação costuma ser composta pelo nome do negócio, cores e símbolos que o representem de alguma forma e deve ser desenvolvida por um designer ou por uma equipe de designers. Por trás da sua criação, porém, há uma série de fatores que precisam ser levados em consideração. Quer saber quais são? Confira abaixo como criar um logotipo! 

 

Dicas para criar o logotipo da sua marca

 

  • Faça uma pesquisa para ter boas referências

 

Referências são fundamentais para entender qual caminho sua empresa irá seguir. Por isso, um dos primeiros passos deve ser buscar inspirações de logotipos. Lembre-se que você não precisa focar apenas em marcas grandes, pois muitas pequenas também contam com representações gráficas incríveis. 

 

  • Pesquise a concorrência

 

Além de olhar referências do mercado como um todo, também é importante analisar a concorrência não para copiá-la, mas também para entender os elementos usados. Assim, você consegue criar um logotipo diferenciado e que seja ainda melhor do que o dos seus concorrentes.

 

  • Conheça seus clientes e o público-alvo

 

Um logotipo para uma marca de cosméticos e um logotipo de uma loja de carros, por exemplo, devem ser completamentes diferentes, certo? Isso porque públicos diferentes demandam logos diferentes. Analise qual público sua empresa deseja atingir e pesquise quais marcas essas pessoas gostam de consumir para direcionar o design do seu logo.

 

  • Pense em um conceito para o seu logotipo

 

Você provavelmente já viu o logotipo da Fedex por aí e achou genial aquela setinha entre o “E” e o “X”, não é mesmo? Isso porque a marca utilizou um conceito que remete justamente ao seu serviço de entrega de correspondências e encomendas! Por isso, seja criativo(a) e tente pensar até mesmo em pequenos detalhes.

 

  • Escolha uma boa tipografia

 

Tipografia significa “impressão dos tipos”, sendo que tipo é a fonte, ou a letra. Sendo assim, a tipografia trata do padrão de fontes usadas na comunicação da empresa, incluindo o logotipo. O ideal é evitar fontes muito “enfeitadas” e priorizar aquelas com uma melhor legibilidade. 

 

  • Defina as cores que representarão a sua marca

 

Quando você vê as cores vermelha e amarela, em qual marca você pensa? As cores do McDonald’s são um verdadeiro case de identidade visual, já que são rapidamentes associadas à rede de fast-food. Por isso, pense bem na paleta de cores que vai compor o seu logotipo e escolha tons coerentes com seu produto, serviço e público-alvo.

 

  • Lembre-se que ele deve funcionar em diferentes aplicações

 

Além de ser representação estilizada do nome de uma empresa, o logotipo precisa ser versátil para funcionar em diferentes aplicações. Certifique-se de que ele funcionará aplicado em todo tipo de fundo e não se esqueça de criar versões que funcionem na horizontal e na vertical.

 

  • Construa um manual de marca para a sua empresa 

 

O manual de marca é um documento técnico desenvolvido por um designer (ou por uma equipe de designers) que orienta sobre o uso de elementos visuais que representam a empresa. Nele, há um compilado de informações sobre como aplicar o logotipo, todas as suas variações, aplicações e regras de aplicação.

 

Dicas de ferramentas baratas (e gratuitas) para criar logotipo

Para garantir um serviço de qualidade, o ideal é sempre contar com um profissional especializado para desenvolver esse tipo de serviço. No entanto, se você não tem verba disponível para pagar por esse tipo de serviço agora, a boa notícia é que dá para criar logotipo usando ferramentas baratas ou até mesmo gratuitas da internet. 

Algumas delas são: Canva, Logomkr, Logaster, Power Draw, Makr e Logo Foundry.

 

Não basta criar um logotipo, também é necessário protegê-lo

Depois de todo o trabalho para construir um logotipo para a sua empresa, a última coisa que o empreendedor quer é que ele seja roubado por um concorrente. Para evitar que isso aconteça, é necessário registrá-lo no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), autarquia federal responsável pela concessão do registro de marcas no Brasil.

Depois de fazer a pesquisa de viabilidade para verificar se o sinal pretendido está disponível para registro, o processo no INPI para marca figurativa ou marca mista correrá igual para todos os tipos de marca. É importante se lembrar de anexar a imagem do logotipo na hora de enviar as informações pelo formulário. Os requisitos são:

- Formato de arquivo válido: JPG

- Tamanho mínimo: 945 x 945 pixels (8 cm x 8 cm)

- Resolução mínima: 300 dpis

- Tamanho máximo do arquivo: 2 MB

Vale ressaltar também que é recomendado enviar o arquivo já em formato quadrado, pois será redimensionado para esse padrão inevitavelmente, o que pode causar distorções. Caso a imagem enviada seja colorida, o solicitante estará reivindicando também essas cores, o que significa que o uso do logotipo com outras tonalidades estará fora da proteção. 

Não perca tempo, proteja o seu logotipo contra o uso indevido, cópias indevidas e concorrência desleal. Entre em contato com a Move On, empresa de registro de marcas que conta com um time experiente e pronto para te auxiliar com as questões burocráticas desse processo junto ao INPI.